Como realizar a manutenção preventiva em uma máquina de partículas magnéticas

  •  

A manutenção regular do equipamento de partículas magnéticas é fundamental para que os ensaios não destrutivos possam garantir boas condições nas inspeções e reduzir o tempo de inatividade.

Brian K. Batteiger, Gerente de Serviços

 

Assim como a troca de óleo do carro, cuidados básicos de prevenção são uma forma fácil e barata para os profissionais de ensaios não destrutivos obterem o melhor de suas inspeções por partículas magnéticas e para garantirem que seus investimentos na máquina de partículas magnéticas durem. Isso não evitará que toda e qualquer falha venha a ocorrer. Posso garantir, no entanto, que se você jamais retirar os painéis de ventilação da máquina para verificar os ventiladores de arrefecimento ou para remover a poeira e limpar a sujeira dos retificadores, sua máquina, em algum momento, desenvolverá problemas, assim como um carro que não tem seu óleo trocado há anos.

Uma das razões pelas quais profissionais de ensaios não destrutivos não prestam mais atenção à manutenção do equipamento de partículas magnéticas é considerarem padrões como a ASTM E1444 como uma diretriz operacional, não um conjunto de requisitos mínimos. Embora seja importante calibrar regularmente seus medidores para obter a melhor precisão, ter seu temporizador de disparos verificado e conferir a repetibilidade do resultado, isso pode não ser o suficiente para manter seu equipamento no máximo do desempenho.

Já vi várias vezes em que o amperímetro estava precisamente calibrado na máquina, com uma tolerância muito mais restrita do que a exigida pelas especificações, mas a forma de onda que a máquina produzia (que é a responsável pela magnetização da peça) não era correta. Nestes casos, as empresas simplesmente sabiam qual corrente estava sendo aplicada à peça, mas não sabiam se as peças haviam sido magnetizadas de modo suficiente ou correto. Quem deseja assumir esse tipo de risco?

A boa notícia é que mesmo que você não venha mantendo sua máquina de partículas magnéticas em forma com a manutenção regular, é possível começar a fazer verificações simples de manutenção imediatamente.

 

Manutenção básica do equipamento

Verificação diária pelo operador

Todos os dias, os operadores devem realizar inspeções visuais dos componentes exteriores do equipamento de partículas magnéticas. Alguns elementos a serem buscados são o desgaste dos fios e dos cabos ou conexões frouxas em mangueiras e encaixes.

  1. Nível do banho: Certifique-se de que o nível do banho esteja no nível correto de preenchimento. Adicione mais banho, se necessário.
  2. Concentração de partículas: Verifique a concentração de partículas com um tubo de decantação.
  3. Conexões de cabos e barra de terminais: Verifique a bobina, o cabeçote, barras de terminais e conexões dos cabos; aperte-os, se necessário. Verifique se fios e cabos estão desgastados ou com o isolamento desgastado.
  4. Aperto do cabeçote: Verifique a ação do aperto do cabeçote para garantir que ele esteja realizando a pressão de modo seguro.
  5. Dispositivos de travamento: Verifique o cabeçote e a trava da bobina para se assegurar de que eles estejam travados com segurança.
  6. Vazamentos (banho): Verifique o tanque, as mangueiras e o bico para detecção de vazamentos.
  7. Vazamentos (pneumáticos): Verifique o cilindro de ar, as conexões, as mangueiras, o regulador de ar e a válvula de velocidade para detecção de vazamento.
  8. Indicador de potência: Verifique se as luzes indicadoras estão acesas quando a unidade de inspeção recebe energia.
  9. Botões: Verifique as botoeiras para a operação adequada. Os botões estão levemente acesos quando o aparelho está desligado e bastante brilhantes quando ele está ligado.
  10. Amperímetro digital e indicador de garantia de corrente: Verifique a leitura do amperímetro e as operações do indicador de garantia de corrente.
  11. Luminária de luz UV: Verifique se há filtros ou luminárias ausentes ou quebradas. Verifique se o cabo está danificado.
  12. Cortinas: Repare pequenos cortes ou rasgos com fita isolante plástica preta.

Verificação semanal pelo operador

A cada semana, o operador deve verificar e limpar o tanque, ventiladores e filtro de ar, se necessário. Algumas vezes, a manutenção preventiva pode ser um pouco mais “preventiva” em sua natureza, dependendo do ambiente onde a unidade se encontra. Por exemplo, em fundições e instalações com o ar oleoso e engraxado, é preciso analisar as máquinas com maior frequência para minimizar os tempos de inatividade. Embora nossas máquinas sejam ótimas para detectar defeitos com partículas magnéticas, o ar oleoso e as partículas magnéticas não são uma boa mistura com os componentes elétricos dentro da máquina!

  1. Tanque e grades: Verifique-as e limpe-as, se necessário. Após a limpeza, lave o tanque e as grades com a solução de banho adequada.
  2. Ventiladores: Ouça o funcionamento do ventilador e verifique o fluxo de ar quanto a restrições.
  3. Filtro de ar: Limpe o elemento e a cavidade do filtro de ar.
  4. Vedação da bomba: Verificar a deterioração e o desgaste: Procurar por vazamentos de fluido ao redor/próximo da bomba/eixo do motor

Manutenção mensal pelo operador

Embora a maior parte da manutenção preventiva seja simples e fácil de fazer, há verificações de manutenção periódicas mais avançadas para as quais você desejará ter um profissional treinado em manutenção. Como exemplo, é simples para um técnico treinado da Magnaflux verificar a estrutura da forma da onda antes de calibrar uma máquina, mas a maioria das empresas não tem o equipamento ou o conhecimento para realizar essas análises por conta própria. Além disso, os técnicos da Magnaflux conseguirão resolver problemas caso percebam algo de errado durante a manutenção.

  1. Retificadores: Sopre a sujeira acumulada dos dissipadores de calor do retificador e das pás do ventilador. Não utilize solventes de limpeza. Não assopre a placa de disparo.
  2. Fiação do painel de controle: Verifique a fiação para ver se encontra descolorações ou isolamentos queimados e para ver se os conectores estão firmes.
  3. Fiação da unidade inferior: Verifique a fiação para ver se encontra descolorações ou isolamentos queimados e para ver se os conectores estão firmes.
  4. Transformadores: Verifique os transformadores quanto a descolorações e odor pungente.
  5. Conexões: Verifique e aperte todas as conexões, barras de terminais, cabos e fios.
  6. Tanque e encanamento: Verifique se há vazamentos.
  7. Ventiladores: Verifique se o(s) ventilador(es) de arrefecimento gira(m) livremente.
  8. Amperímetro e o tempo de disparo "magnético": Verifique a precisão a cada 6 meses.

A ideia central da manutenção preventiva é garantir que seu equipamento magnético esteja no melhor de seu desempenho e realizando o trabalho para o qual foi projetado. Posso contar várias histórias sobre ligações de clientes dizendo que sua máquina estava desativada e que eles precisavam que ela estivesse ativada imediatamente, mas que não fizeram qualquer tipo de manutenção do equipamento (ou que sequer a examinaram) por meses ou até por anos em alguns casos!

A manutenção preventiva não é uma verificação única simplesmente para riscá-la de uma lista; ela é um processo contínuo. A frequência com a qual ela precisa ser feita mudará de uma máquina para outra com base na frequência de utilização e dos tipos de peças a serem inspecionadas; quanto mais essencial for a peça, mais frequente será a manutenção.

 

Precisa de ajuda para aprimorar os seus processos de inspeção? Entre em contato com nossa equipe.

Conheça nossa linhas de máquinas para ensaios de partículas magnéticas.

Please wait while we gather your results.

Artigos Relacionados

Magnetização multidirecional para inspeção por partículas magnéticas

O benefício de usar esse método é a economia de tempo. Em alguns casos, a peça pode exigir vários disparos magnéticos, exigindo, assim, o mesmo número de inspeções. Com esse método, dependendo da geometria da peça, o processo pode ser feito usando somente um disparo magnético e inspeção.

Leia mais

Como realizar a manutenção preventiva em uma máquina de partículas magnéticas

A manutenção regular do equipamento de partículas magnéticas é fundamental para que os ensaios não destrutivos possam garantir boas condições nas inspeções e reduzir o tempo de inatividade.

Leia mais

Cadastre-se para receber nossas notícias:

Magnaflux

Av. Jorge Alfredo Camasmie, 670
Embu das Artes / SP
CEP 06816-050 
Tel: +55 (11) 4785.0470

 

Select Your Country North America Mexico Brazil China Europe Russia India New Zealand, Australia, Japan, Southeast Asia
© 2018 Magnaflux - Todos os direitos reservados.
top

Colocamos cookies no seu computador para oferecer a melhor experiência possível com o nosso site. Esses cookies também são utilizados para garantir que mostramos um conteúdo que é relevante para você. Se você continuar sem alterar suas configurações, estará concordando com nosso uso de cookies para melhorar sua experiência do usuário. Você pode clicar no link de configurações de cookie em nosso site para alterar suas configurações de cookies a qualquer momento.