Os benefícios do uso de revelador durante inspeção por líquido penetrante [Estudo de caso]

  •  

Saiba como um fabricante do setor automotivo aumentou a detecção de indicações em luz visível e ultravioleta utilizando revelador.

Penetrante ZL-60D aplicado, mas sem revelador.

 

O cliente

Nosso cliente é um fabricante de trocadores de calor para o setor automotivo. O uso de trocadores de calor em um veículo vai do arrefecimento do motor e do óleo, até ar-condicionado. Neste caso, o cliente desejava inspecionar uma placa de alumínio usada em conjuntos de radiador. Por ser um metal não ferroso, o método mais apropriado de detecção de falhas é a inspeção por líquido penetrante.

 

O desafio

O cliente estava preocupado especificamente com pequenos furos — causados por corrosão — que penetravam a placa de alumínio. Essa corrosão poderia gerar a ocorrência de vazamentos, especialmente quando a placa era usada em altas temperaturas.

 

A Solução

Os penetrantes Magnaflux — visíveis e fluorescentes —são amplamente utilizados para a detecção de defeitos de descontinuidade superficiais. Para defeitos particularmente pequenos, utilizar apenas o penetrante pode dificultar a visualização a olho nu.

A finalidade de um revelador é a de realçar o defeito puxando o penetrante de um defeito para permitir que um inspetor possa vê-lo. A ação de puxar para a superfície também permite que o penetrante se espalhe ao longo da superfície em torno do defeito, aumentando a intensidade da indicação.

Com penetrantes fluorescentes à luz ultravioleta, as partículas do revelador refletem e refratam a luz UV, o que torna as indicações mais brilhantes. Com penetrantes visíveis, além de puxar o penetrante para a superfície, o revelador cria um fundo branco para proporcionar contraste ideal entre a indicação e a área circundante.

Conforme a norma AMS 2644, existem quatro classificações principais de revelador, a saber:

  • Forma a – revelador em pó seco
  • Forma b – revelador solúvel em água
  • Forma c – revelador suspenso em água
  • ​Forma d – revelador úmido não aquoso


Reveladores em pó seco

O revelador em pó seco ZP-4B é o que possui a menor sensibilidade se comparado aos demais reveladores da nossa linha. No entanto, é fácil de usar e barato. Pode ser aplicado através das seguintes técnicas:

  • Imersão
  • Aplicador de pulverização de pó, por exemplo, dispensador bulbo de pó
  • Tanque de névoa de revelador
  • Pistola pulverizadora eletrostática


Reveladores suspensos em água

No revelador suspenso em água ZP-5B, as partículas do revelador estão em suspensão em água. É importante mexer ou agitar continuamente a suspensão do revelador para evitar que as partículas sedimentem da suspensão. Após a aplicação do revelador é necessário secar as peças para remover o excesso de água. Os reveladores suspensos em água podem ser aplicados usando técnicas de pulverização, imersão ou fluxo.


Reveladores solúveis em água
Nos reveladores solúveis em água ZP-14A, as partículas do revelador estão dissolvidas na água. Após a aplicação, forma-se uma película de revelador na superfície da peça durante o estágio de secagem. Os reveladores solúveis podem ser aplicados usando técnicas de pulverização, imersão ou fluxo.


Reveladores não aquosos

Os reveladores não aquosos SKD-S2 e ZP-9F formam suspensão em um veículo a base de solvente. Não é necessário utilizar secagem forçada uma vez que o solvente evapora rapidamente da peça.

Em geral, os reveladores não aquosos são fornecidos e utilizados como aerossóis para conveniência e facilidade de uso. Se forem usados a granel, precisarão ser aplicados com uma pistola pulverizadora, com o cuidado de mexer/agitar constantemente o revelador.

Neste caso, o cliente desejava utilizar um penetrante em aerossol de secagem rápida. Nessa inspeção, o cliente decidiu usar o SKD-S2, que é um revelador a base de isopropanol/acetona.

 

O resultado

Os resultados da avaliação realizada pelo nosso cliente são ilustrados abaixo. A partir da avaliação, foi possível observar o efeito poderoso decorrente do uso de um revelador tanto com um penetrante fluorescente quanto com um visível. Durante os primeiros dez minutos, as pequenas indicações de defeitos de descontinuidade superficial foram transformadas de modo que puderam ser facilmente identificadas a olho nu sob luz visível ou sob luz ultravioleta.

 

Penetrante ZL-60D e revelador SKD-S2 aplicados por cerca de 2 minutos.

 

Penetrante ZL-60D e revelador SKD-S2 aplicados por cerca de 10 minutos.

 

Penetrante SKL-WP e revelador SKD-S2 aplicados por cerca de 10 minutos.

 

Precisa de ajuda para melhorar o seu processo de inspeção? Entre em contato com a nossa equipe.

Conheça nossas soluções completas para ensaios não destrutivos por líquido penetrante.

Please wait while we gather your results.

Artigos Relacionados

No documents were found matching your criteria.

Cadastre-se para receber nossas notícias:

Magnaflux

Av. Jorge Alfredo Camasmie, 670
Embu das Artes / SP
CEP 06816-050 
Tel: +55 (11) 5197.7500

 

Select Your Country North America Mexico Brazil China Europe Russia India New Zealand, Australia, Japan, Southeast Asia
© 2021 Magnaflux - Todos os direitos reservados.
top

Colocamos cookies no seu computador para oferecer a melhor experiência possível com o nosso site. Esses cookies também são utilizados para garantir que mostramos um conteúdo que é relevante para você. Se você continuar sem alterar suas configurações, estará concordando com nosso uso de cookies para melhorar sua experiência do usuário. Você pode clicar no link de configurações de cookie em nosso site para alterar suas configurações de cookies a qualquer momento.